Viagem pelos “Países que não existem”

 

Países que não existem

Editora:Pulp

 

Esta semana me deparei com um livro cujo título é: ” Uma viagem pelos países que não exitem”, fiquei muito curiosa sobre o tema e comecei a pesquisar sobre o mesmo.

Isto mesmo! Este é um livro de Guilherme Canever um brasileiro que mora em Curitiba e resolveu escrever este livro depois de visitar 10 países que não constam na lista da ONU.

Existem 193 países segundo a ONU(Organização das Nações Unidas). Porém, além destes países existem mais 10 países que ele conheceu, mas, não são reconhecidos pela ONU.

O desejo de conhecer estes países veio quando ele estava fazendo uma viagem de volta ao mundo com sua esposa, quando resolveu conhecer a Somalilândia, pais independente da Somália e localizado a noroeste da Somália.

O autor brasileiro relata tudo em seu livro, e vale a pena lê-lo pois, acaba sendo um guia de viagem para aqueles que gostariam de conhecer estes países. Uma vez que Canever relata a dificuldade que o mesmo teve para conseguir informações.

Então, este livro é de grande ajuda para os aventureiros que queiram se aventurar por “países inexistentes”.

Veja a lista de Países que não existem no mapa

1.Abcásia

2.Arabe Saaraui

3.Chipre do norte

4.. Kosovo

5.Ossétia do Sul

6.Palestina

7. Nagorno -Karabakh

8.Somalilândia

9.Taiwan

10.Transnistria

 

Dentre os países citados temos a Abcásia e Ossétia do Sul que ficam em território da Georgia

na Europa e Nagorno -Karabakh que fica entre Armênia e Azerbaijão.

Arabe Saaraui (Saara Ocidental) que fica no sul do Marrocos.

A Transnistria que fica a oeste da Moldávia.

Dentre estes “países que não existem” temos alguns que ficaram evidentes nas olimpíadas  Rio 2016: a Palestina que muitos já ouviram falar por causa dos conflitos com Israel.

Kosovo que é  independente da Sérvia  e levou uma medalha de ouro no Judô  e Taiwan uma ilha na costa sudeste da China que levou três medalhas nas olimpíadas.

Mostrando que estes países existem mesmo!

 Você pode acompanhar mais sobre as viagens de Guilherme em seu blog Saíporai.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code